Santa Casa, HU e Aroldo Tourinho acionaram o plano de contingência; unidades vão receber apenas casos com risco de morte.

Os três maiores hospitais de Montes Claros (MG), Santa Casa, Universitário e Aroldo Tourinho, anunciaram que estão funcionando em plano de contingência a partir desta quarta-feira (7). Com acionamento, as unidades afirmam que irão receber apenas pacientes que correm risco de morte.
Segundo a Santa Casa, o pronto-socorro da unidade possui 20 leitos e tem capacidade de lotação máxima diária de 50 pacientes. Na tarde desta quarta-feira (7), 61 pessoas permaneciam no local. Com capacidade de atendimento para 18 pessoas, o Hospital Aroldo Tourinho estava com 30 pacientes na unidade.
O Hospital Universitário Clemente de Faria também está superlotado. Em um espaço para receber 15 pacientes, nesta quarta-feira permaneciam internadas 41 pessoas. De acordo com o diretor assistencial do HU, Iago Freitas Mendes, a cidade precisa de mais leitos para desafogar os hospitais, que atendem uma região com cerca de dois milhões de habitantes.
“Montes Claros possui em torno de 700 leitos instalados. Segundo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o indicado é que sejam três leitos para cada mil habitantes. Assim, a gente precisaria de 1200 leitos para suprir toda esta demanda”.
Segundo a prefeitura de Montes Claros, com acionamento do plano de contingência, os pacientes considerados de menor urgência podem ser atendidos pelo Pronto Atendimento Municipal Alpheu de Quadros.

*G1 grande minas