Cada vez mais o aquecimento global se mostra uma realidade, provando que a questão nunca foi uma teoria da conspiração. As mudanças de atitude devem ser feitas em todos os níveis da sociedade, desde a redução da emissão de poluentes pelas indústrias até o uso consciente de produtos em nosso cotidiano.


Copos plásticos podem ser muito práticos e higiênicos, mas seu uso indiscriminado acaba gerando uma quantidade de resíduos que poderia facilmente ser evitada, ainda mais em escritórios, onde pessoas passam grande parte do dia. Como se a questão dos resíduos não fosse o suficiente para uma escolha ecológica, saiba que os recipientes também podem liberar substâncias tóxicas quando submetidos a altas temperaturas.
Cafezinho do mal
O plástico é fabricado com diferentes materiais, conforme sua aplicação, mas tanto copos quanto canudos são feitos com uma variedade que utiliza Bisfenol A (BPA) em sua composição. Segundo o Omilights, testes mostram que 95% das pessoas que consumiram bebidas quentes em copos plásticos apresentaram altas concentrações de BPA em análises de urina.
Você provavelmente já tomou algo quente em um copo plástico, mas talvez fosse a hora de rever esse comportamento, caso ele seja frequente. Afinal, o Bisfenol A está associado a uma infinidade de problemas, como diminuição da imunidade, obesidade, infertilidade e desequilíbrios hormonais.

Para identificar o tipo de plástico utilizado na confecção de determinado objeto, existe uma marcação por códigos que é identificada facilmente. As setas em forma de triângulo mostram que ele é reciclável, com o número presente no interior do símbolo indicando o tipo de material utilizado na fabricação.
Cada um possui características específicas, mas, como estamos falando sobre temperatura e liberação de elementos tóxicos, é bom lembrar que a marcação com o número 5 ou ”PP” significa que foi utilizado o polipropileno, material que pode ser levado ao micro-ondas sem riscos, pois libera uma quantidade ínfima de compostos químicos quando aquecido.


Já o uso do policarbonato, que utiliza o BPA em sua composição, é indicado pelo número 7. Quando não submetido a altas temperaturas, o material é seguro; por outro lado, ao ser exposto ao calor, libera compostos químicos que podem ser prejudiciais à nossa saúde. Agora, você já sabe: quando for tomar um cafezinho fora de casa, sempre confira o tipo de copo, pelo bem da sua saúde.