Uma adolescente de 15 anos morreu após ser espancada dentro da Escola Estadual Doutor Agostinho da Silva Silveira, em Minas Novas (MG), na tarde dessa quarta-feira (10/04/2019). A Polícia Militar (PM) foi acionada por volta das 15h e, no local, militares depararam com a vítima Maria Aparecida Esteves Otoni caída ao solo, inconsciente, e a menor infratora L.M.S, também de 15 anos, sentada no pátio da unidade educacional sendo contida por uma testemunha.
Segundo informações, L.M.S teve um ataque de fúria, durante o horário de recreio, após Maria Aparecida supostamente ter rasgado um caderno dela. A infratora arremessou a colega de escola ao solo e, em seguida, conforme testemunhas, desferiu vários chutes contra a cabeça da vítima.
De acordo com a PM, funcionárias da escola conseguiram intervir e conter L.M.S até a chegada da guarnição policial.
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) compareceu ao local e encaminhou a vítima para o Hospital Dr. Badaró Júnior. Maria Aparecida não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.
L.M.S foi apreendida e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Plantão em Capelinha onde foi autuada em flagrante por ato infracional análogo ao crime de homicídio. Nesta quinta-feira (11), a adolescente será apresentada à Promotoria de Justiça. A Polícia Civil representou pela internação provisória da infratora e aguarda a apreciação pelo Poder Judiciário. Um inquérito policial foi aberto para investigar o caso.
Comoção
O crime bárbaro contra a estudante Maria Aparecida chocou a população da cidade. Pelas redes sociais, vários moradores lamentam o falecimento da vítima.
A Prefeitura de Minas Novas divulgou nota de luto em sua página oficial. “O Prefeito Aécio, em nome de todos os funcionários da Prefeitura Municipal de Minas Novas, vem a público externar o sentimento de pesar pelo prematuro falecimento da jovem Maria Aparecida, se juntando em oração com toda comunidade minasnovense pendido a Deus que dê forças à família e amigos para superarem este momento difícil”, diz o comunicado.

Comentários no Facebook